Vida de cão

Me lembro de ter ouvido uma piadinha em que a pessoa dizia que se pudesse escolher ser outra coisa, seria um cachorro: porque passa o dia inteiro fazendo nada, e quando vem pro lado do dono já recebe a ordem de ir deitar. Ê Vida boaa! De duas uma: quem inventou a piada era o ser mais preguiçoso que já habitou o mundo ou estava tão cansado que os neurônios resolveram se revoltar.

Ontem estava estudando. Tem quatro dias direto que não desgrudo o bumbum da cadeira, os cotovelos da mesa e os olhos dos livros. Cansei! Cansei! rs

Entre uns artigos do Novo Código Civil a Batatinha, nossa cachorra fashion, deu um salto no meu colo. Eu não gosto de cachorros perto demais. Subindo na gente, em cima da cama, deixando os seus pêlos por todo o lado, mas nesse dia eu deixei, levando em consideração que a Chica, a minha ex-outra-cachorra mais linda, foi embora (snif!) e ela está se sentindo solitária. Que folga a dela! Que folga, viu! Rodou, rodou até que achou uma posição e deitou.





.::Batatinha

 

Minha cabeça estava soltando fumaça a essa altura, e a bendita cachorra liberando sua preguiça através do seu bocejo. Ai, ai. Pensando bem o autor da piadinha até que estava certo por um lado. Ficar à toa de vez em quando é bom e faz bem. Sabia que tem gente que de tanto trabalhar já não consegue parar de jeito nenhum? Credo. Acho que gente assim morre cedo, pra compensar o descanso que não teve durante a vida. Rs

Estava assistindo uma vídeo-aula do Rick Warren, com o tema: “Uma Igreja com propósitos”. De tantas coisas interessantes, uma ele citou que achei certíssimo: Uma igreja saudável é uma igreja equilibrada.

A gente tem que se cuidar. Dormir um dia mais cedo ou acordar mais tarde, fazer uma caminhada, ir pra um clube ou praia num fim de semana. Comer umas frutas e saladas de vez em quando. Ficar uns dias sem beber refrigerante, fazer alongamentos antes de dormir. Ter tempo pra ver um filme com quem a gente ama. Bater papo na internet com quem está longe até gastar os dedos. Conversar coisas que não seja trabalho, trabalho e trabalho. Ir a pé para onde normalmente você iria de carro. Deitar na rede e ler um livro de um estilo totalmente diferente do que você costuma ler etc etc etc.

Pra tudo há um tempo. E as coisas acontecem no seu tempo determinado. Não adianta ficar forçando pra lá e pra cá. E não adianta ficar de pernas pro ar o dia inteiro também. Deus está no controle. Enquanto a gente trabalha Ele vai acrescentando o que é necessário, inclusive, mais saúde.

 

Então, tá. Deixa continuar estudando que as provas vem aí.

Enquanto me enterro nos livros a Batatinha está ali, babando no tapete. rs

Anúncios

Sobre Mari Veiga

Oi! Tenho 27 anos, sou pastora evangélica, Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Carisma e pela Faculdade Unida. Também sou teacher! Dou aulas de inglês e amo fazer isso! Sou casada com um cara charmosíssimo e, juntos, somos discípulos de Jesus. Moro em Palmas, no Tocantins. Se quiser falar comigo, mande e-mail para mariannaveiga@hotmail.com
Esse post foi publicado em Eu e Deus. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Vida de cão

  1. mauralelis disse:

    Oi amiguinha, eu tbm tenho um broguinho. Eu só tenho a te dizer que sou suspeita para falar de cachorros, sou apaixonada pelo meu. E ao contrário de você, gosto do meu sempre pertinho. Ele é um parceiro incrível, quando estou estudando, dormindo, assistindo TV, tá sempre do meu lado! Lindo. Os melhores amigos do homem, COM CERTEZAA!

O que você pensa sobre isto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s