Vivendo (de mentirinha) pra Deus

“Este povo honra-me com os lábios, mas seu coração está longe de mim”     Mateus 15:8

Sinceramente, toda vez que leio esse texto, me dá uma dor na espinha! Mas é isso, exatamente essa frase, que Deus fez questão de deixar bem registrada na Bíblia, justamente para que pudéssemos refletir sobre ela hoje.  Consigo enxergar através dela um Deus triste, decepcionado, que, assim como nós não se agrada da falsidade das pessoas. Homens que diziam serem seus servos e amigos conhecedores da sua verdade. Olhando pra nós…quantas vezes temos sido meros atores no nosso dia-a-dia? …  “Eu! Eu sou um dos que honram só com a boca! Mas, sabe o que que é? As coisas andam meio difíceis ultimamente…mas eu vou mudar, você vai ver!”

Usufruir da graça e de uma vida saudável diante de Deus, mesmo em meio a dificuldades é fácil: basta escolher! Abrir a porta e deixar Cristo entrar e fazer aqueeeela faxina e trazer para dentro o que Ele quer.  Só que a gente esquece que o nosso inimigo vive em derredor tentando entrar novamente, e, se não conseguir encontrar a porta escancarada como antes vai tentar silenciosamente, nem que seja pelo buraco da maçaneta. Justamente nesse ponto vem a seguinte pergunta que já ouvi de inúmeras pessoas: Mas, por que eu não consigo mudar? Eu tento, mas não consigo. Eu quero entregar minha vida pra Deus, quero viver pra ele, mas algo me impede. Queria ser mais intenso, mari. Queria orar mais, queria ler mais a bíblia, queria largar o meu pecado…

É nítido o que impede. Além da falta de ação, posição, atitude ou qualquer palavra que exprima movimento, está faltando devoção, paixão pelo Senhor, lágrimas e desejo ardente de ver a Deus.

Existe muita graça dEle, muito amor, muita paciência e misericórdia. O problema é que nós confundimos isso com o pozinho da Fada Sininho como se ele fosse vir sobre nós nos momento de louvor na igreja e fazer-nos voaaaar na vida e experiências com Deus!!! Existe um morasmo espiritual no nosso meio, misturado com uma auto-piedade esquisita, junto com uma disposição controversa para trabalhar pra Deus: gente que é mais preguiçosa que o carteiro do Chaves, que nunca está disposto pra nada, chega atrasado em todos os compromisso que faz, é um servo-pé-de-chinelo, e, ainda,  gente que faz das tripas coração organizando eventos da igreja, corre para um lado e outro, fica nervoso etc.,  mas que não conhece o coração de Deus.

Perguntaram-me sobre Davi esses dias. Um cara que errou tanto na vida, ser chamado ‘o homem segundo o coração de Deus’. Todo mundo acha lindo isso, e eu também! Imagina, Deus um dia escolher falar pra alguém da Mari Veiga, a mulher do jeitinho que todo mundo deve ser! Confesso que está um pouco longe rs. Mas, pense comigo. O que tinha em Davi que chamava tanto a atenção de Deus assim? Ele não era apenas um molequinho que se tornou Rei em Israel. O segredo é que Ele tinha algo que não se perdeu ao longo do tempo.

Davi era obediente, tanto no pasto, fedendo a ovelhas, como nas cortes reais. Era adorador e, ainda, rápido em se arrepender.

Ok. Não vou me estender sobre Davi porque quero falar sobre o ‘se perder ao longo do tempo’. Muitos de nós vivemos do passado, das lembranças dos banquetes que tivemos na presença de Deus, do cheiro que exalava trono, dos anjos que já vimos ou sentimos presentes, das Palavras que já ouvimos de Deus. Experiências que sempre vão causar um arrepio quando forem contadas e até vão influenciar pessoas no futuro.

Mas e o hoje? Hoje a gente consegue fingir que está tudo bem com a gente. Então fazemos de conta que não sabemos que nosso irmão também não está bem. Fingimos que as coisas más e o mundo não estão entrando na nossa vida e se misturando, tomando o nosso tempo. A gente faz de conta que não está vendo que a opinião dos homens ao nosso respeito está significando mais do que o que Deus pensa sobre nós. A gente faz de conta, que não sente saudade da presença do Pai, bota a bíblia debaixo do braço e vai pra igreja.

A gente peca, e se arrepende. Depois, faz de novo e chora. Cai mais uma vez e diz, ops! Daqui a pouco a gente vê que tem mais gente no mesmo erro e, daí, fica tudo bem! Vamos continuar, porque ninguém é perfeito!

E, depois de muito tempo, a gente percebe que Deus se calou.

Continuamos, então, a honrar com os lábios. Continuamos a escrever no Orkut, Facebook, MSN e twitter frases bonitas, versículos, partes de músicas que falam do amor de Deus sem ao menos conservar Sua presença em nosso coração.                              

Deus espera um relacionamento. Foi pra isso que ele criou Adão e Eva, para ter amigos. Temos fraudado a vontade dEle. Temos falado sobre como seu amor preenche, estando vazios. Nossos dias prostrados, dias de choro, dias de amar a Ele acima de tudo e procurar amar o próximo como nós mesmos, dias de garimpar a bíblia e compartilhar com outro apaixonado por Ele, já não estão mais na moda.

Acho que já falei o suficiente. É tempo de resgate de princípios do Reino. É tempo de honrar a Deus sem ao menos precisar abrir os lábios. É tempo de estar com o coração perto do coração de Deus. É tempo de viver como Jesus viveu. Como diz o slogan da JOCUM, é tempo de conhecer a Deus e fazê-lo conhecido.

até mais.

Anúncios

Sobre Mari Veiga

Oi! Tenho 27 anos, sou pastora evangélica, Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Carisma e pela Faculdade Unida. Também sou teacher! Dou aulas de inglês e amo fazer isso! Sou casada com um cara charmosíssimo e, juntos, somos discípulos de Jesus. Moro em Palmas, no Tocantins. Se quiser falar comigo, mande e-mail para mariannaveiga@hotmail.com
Esse post foi publicado em Eu e Deus. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Vivendo (de mentirinha) pra Deus

  1. Ronaldo Mesquita disse:

    A sua forma de expressar além de parecer que vc ta falando induvidualmente com cada um que ler, fica bem mais facil de entender. Parabéns pastora, continua escrevendo e divulgando esse blog. abraços!

    • Mari Veiga disse:

      Acho que a gente tem que facilitar o entendimento das pessoas, sempre, né? Às vezes complicamos demais as coisas!!!! Muito obrigada pelo comentário e pela visita :)

  2. Carol Gomes disse:

    Amei Mari! Deus te use mais e te abençoe! “Temos falado sobre como seu amor preenche, estando vazios.”…é tão fácil falar de Deus, mas exalar o mesmo cheiro que Ele tem é só pra quem fica perto!… mas ENCHEI-VOS do Espírito…Ef 5:18

  3. Caroline disse:

    Pastora Mari,
    Que lindo seu blog, não conhecia, como vc tem o dom para escrever e expressar de forma tão natural e ungida as verdades Biblicas, te admiro muito e sou sua maior fã, como vc é usada por Deus, tenho muitas saudades, mas tenho o grande previlégio de ter tido a oportunidade de te conhecer!
    Que o senhor continue te usando com grande poder e graça!
    Amuhhh tuh sem quantiaaaaaaaaaaaa!
    Xeroooooooo

  4. BellaTosta disse:

    saudade d vc ^^
    Isa

  5. May =) disse:

    Veigaaa… que delicia ler textos que vc escreveu.. Nossa, é incrível como quase ouço vc “falando” com a aquele “Tom de Lider Mari Veiga em dia de ‘acertar os ponteiros'” rsrs.
    Nunca tinha visitado seu blog, na verdade nem sabia que vc tinha um… Coisa boa… sempre que der saudade já sei onde te achar “falando coisas boas de ouvir” – afinal de contas, O FILHO SÁBIO AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAMA UMA BELA CORREÇÃO! rsrs

    Saudade d+ de vc!!
    Queria poder dizer “espero te ver em breve” mas, minha fé não está tão afiada assim =/ rsrsrs
    (eu = interior de SP)

    bjo enorme!!

O que você pensa sobre isto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s