Pra falar de mãe

Três dias de atraso. Além da falta de tempo até agora não sei o que falar sobre ela.

Sempre, aos segundos domingos de maio me remeto ao bom-humor que ela tem e ao abraço macio. Lembro-me do cheirinho que fica nas golas das suas roupas, das ‘gargalhadonas’, das unhas quebradas e das postiças. Lembro-me dos bifes acebolados com muiiita pimenta (urgh!), das voltas e voltas no shopping sem comprar nada além de uma casquinha no Mac, das idas de última hora ao cinema, correeendo, pra ela dormir no meio da sessão. Das roscas (que sempre ficam duras), dos seus sapatos, que não servem mais em mim (mas na Tetê,sim!), das pulseiras, colares e brincos que ela tem mas não usa.

Quando a gente sai e ela vai de salto, sempre tem uma rasteirinha na bolsa, pra hora da dor nos pés. “-mulher tem que sofrer para ficar bonita”, me dizia enquanto me vestia aquela roupinha de linho, que pinicava demais, e pra completar, escovava meu cabelo channel. Minhas orelhas de abano saiam sempre queimadas.

Lembro-me de vê-la cantando no louvor da Cristã Evangélica da Vila Redenção. A mulher mais linda lá em cima, com a voz mais linda, era minha mãe! Uma apresentação singela do coralzinho me faz lembrar dela olhando pra mim cantando, enquanto segurava um coração de cartolina vermelha. Depois, no mesmo bairro, ela com o cinto na mão correndo em volta da mesa, para tentar alcançar o Lucas – uma das mais cômicas que já presenciei…rs…tempo que passa, passou.

O sorteio da barra de ouro no Flamboyant, o fusca verde, o Fiat 147 (que nos fazia passar vergonha demais), a fantasia de tiririca, as idas pro Araguaia e o tempo que ela passou longe, estudando em Pires do rio, enquanto ficávamos em Goiânia. A Tetê encontrou umas cartinhas, fuçando as coisas mais antigas lá de casa, escaneou e me passou, só pra me fazer chorar…dá uma olhada:

(Lembra, mãe?)

Força. Essa palavra resume minha mãe.

“A mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola com as próprias mãos a destrói” Provérbios 14:1

Sabedoria? Ela tem sim, tanto é que ainda estamos juntos! Tantos conselhos pra todas as horas e áreas: o primeiro emprego, o primeiro namorado, a primeira tintura de cabelo, o primeiro esmalte, o primeiro sapato de salto alto, a primeira lasanha, o noivado, o casamento e tralálá. Tantas palavras de ânimo e equilíbrio. Em alguns momentos o papel de conselheira se inverte e aí fica nítida a amizade que existe entre nós. Nessas horas existe uma responsabilidade que vem sobre meus ombros: ‘o que falar para a minha mãe?’… minha amiga, guerreira.

Meu pai costuma muito ensinar o primeiro mandamento com promessa: ‘Honrar pai e mãe para que se prolonguem os dias na terra, que o Senhor, teu Deus te dá’ Êxodo 20:12. Honrar pelo interesse de viver muito? Não. Honrá-la pelas longas noites sem dormir, pelas madrugadas acordada enquanto eu não chegava em casa. Honrá-la por tantas vezes tirar dela para dar pra mim, ou pra um dos outros 3 filhos! Quatro??? Sim!!!! Família grande é a melhor coisa que existe! Barulho, piadas, gente, muiita gente!

Mãe, te amo! Muito.   

Sei que dia das mães é dia da senhora receber, mas quero só pedir uma coisa: cuide-se muito. Pretendo ficar velhinha e ainda ter a senhora presente nas nossas vidas! Sem falar dos netinhos que logo logo virão…Obrigada por todo investimento nas nossas vidas. A senhora é um exemplo pra nós.

Dia das mães é dia de lembrar que os mais presenteados somos nós, os filhos!

Obrigada, Senhor, pela D. Rosana!

mari veiga

Anúncios

Sobre Mari Veiga

Oi! Tenho 27 anos, sou pastora evangélica, Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Carisma e pela Faculdade Unida. Também sou teacher! Dou aulas de inglês e amo fazer isso! Sou casada com um cara charmosíssimo e, juntos, somos discípulos de Jesus. Moro em Palmas, no Tocantins. Se quiser falar comigo, mande e-mail para mariannaveiga@hotmail.com
Esse post foi publicado em Eu e Deus. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Pra falar de mãe

  1. Rosana da Veiga Feitoza Borges disse:

    Você sempre me faz chorar …de alegria!!Te amo filha !!Sem vocês, meus filhos o que seria de mim?Vocês os 4: “PRESENTES DE DEUS”!!!

  2. Maitê disse:

    que lindo, méury! minha mãe merece isso e muito mais!! te amo dona rosa!

O que você pensa sobre isto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s