Eu tive um aborto espontâneo

Decidi escrever sobre esse assunto tão delicado porque quando aconteceu comigo percebi, pesquisando na internet, como a falta de paz ronda o coração das pessoas. Escrevo principalmente pra você, que acabou de perder o seu bebê e que está sofrendo e confusa com a situação!

No dia 17 de maio desse ano descobri que estava grávida. A gente tem 3 anos de casados e então decidimos que o momento havia chegado. Quando a resposta positiva veio começou uma festa que duraria 9 meses…meu pais se alegraram muito, por estarem recebendo o primeiro neto, os pais do marido também…toda a família! A alegria dobrou, quando descobrimos no dia 5 de junho, que estávamos esperando GÊMEOS!

Tudo já havia começado a girar em torno dos dois ‘risquinhos’ que havíamos visto na ultrassom. Já havíamos comprado pacotes de fraldas, eu já tinha aberto mão das calças jeans, e já preparava um portfólio com toda a história…pórem o dia 13 de junho chegou e com ele alguns sangramentos…

No sábado, 14 pela manhã minha cunhada foi comigo ao hospital e chegando lá recebi a notícia: “óbito embrionário”. -Só um, doutora? -Não, os dois! Naquela hora exata, sozinha ali, com duas desconhecidas naquela sala, meu coração se desmanchou. Chorei, chorei, chorei e muito. Sai dali e liguei para o marido que estava em aula…ele chegou e o abraço dele me fez chorar ainda mais, mas com uma segurança inexplicável. Fomos para casa e no caminho Deus já começou a trazer a cura em meu coração através dessa música.

 

A gente sempre diz que crê em Deus mas é incrível a capacidade que temos de tirar os créditos de Sua soberania quando algo ruim nos acontece. E essa música simplesmente disse tudo o que eu já havia pregado em anos nos púlpitos. Ter a confiança em um Deus que SABE o que faz é outra história.

Chegando em casa o consolo continuou a vir na oração que o esposo fez, aos prantos, enquanto me abraçava: “Deus, muito obrigada pela oportunidade que o Senhor nos deu de sentir, durante 8 semanas o amor de pai e mãe, o amor que o Senhor tem por nós e teve por Jesus ao entregá-lo na cruz . Filhos não são nossos, são herança do Senhor! O Senhor deu, e o Senhor tirou, louvado seja o nome do Senhor”.

Era exatamente o que estava ecoando em meu coração, porém só conseguia deixar sair através de lágrimas. O dia passou, chegou domingo, o dia da curetagem. A médica olhou pra mim assustada. Como assim já está tudo saindo? O aborto espontâneo havia chegado no sábado mesmo. É difícil ver saindo de você, em forma de coágulos após looongos momentos de cólicas monstruais, o que você estava chamando há poucos dias de filho. Apesar disso, o processo que costuma demorar de 10 a 15 dias, comigo aconteceu em 3. Não precisei da curetagem e agora, enquanto o útero é limpo, aguardamos 3 meses para tentar novamente!

E diante de toda essa situação, quero pontuar algumas coisas:

1 – Se case com a pessoa certa (e tenha filho apenas com ela!). Toda essa situação fez com que eu me apaixonasse mais pelo Junim! Valeu a pena esperar por ele.

2- Não culpe a si mesma. Eu fiquei impressionada com a quantidade de mulheres que um ou dois meses após o aborto ainda se martirizam por não terem sido ‘capazes’ de gerar uma criança. Por mais que seja um sonho ter um filho…espere! Você não é culpada! Se amamos a Deus precisamos entender que TODAS as coisas, até um aborto, cooperam para o nosso bem.

3

 3 – Não murmure e  nem tenha medo de tentar novamente. A bíblia diz em Tiago que algumas pessoas são como as ondas do mar, agitadas de um lado para o outro de acordo com o vento. São inconstantes em todos os seus caminhos. Fique firme, se posicione. Não reclame das coisas. Deixa que Deus faça com que a ferida se cure e se torne, no futuro, o consolo para outra pessoa!

Eu ainda não tentei novamente…afinal passaram-se apenas 4 dias e ainda sinto cólicas fortíssimas…mas passando os 3 meses, se for a vontade plena de Deus, porque é ela, e exclusivamente ela que quero viver, estaremos grávidos novamente.

3-  Exalte SEMPRE o nome do Senhor. Na segunda-feira estava orando e me reconfortando no Senhor. Quem anda conosco sabe que esse ano tem sido muito profético pra nós, no nosso ministério e no nosso casamento. Sempre orei a Deus dizendo, desde adolescente, que ele poderia usar a minha vida como um todo, para a glória dele, para que conhecesse mais o Seu coração e para que vidas fossem edificadas. E desde então tenho ouvido dele sobre seu amor para conosco…Ele nos gerou em Cristo Jesus! Gerou novos filhos, entregando o único que tinha.

No dia em que descobrimos a gravidez, o Espírito Santo havia me dito que estaria me dando a oportunidade de entender o amor dele pelos homens…e isso me fez amá-lo muito mais.

Deus é soberano, não é inconveniente, sabe o que faz e nos ama. É disso que precisamos saber e crer! Apesar das dores que ainda sinto no meu corpo, nesse processo de recuperação, meu coração está cheio de Paz!  A Paz que excede todo o entendimento…as pessoas nos ligam chorando pela notícia, e nós as acalmamos falando da paz de Jesus! Isso tudo não é auto-suficiência nem um teatro, nos fazendo de fortes. Ainda fico triste em alguns momentos do dia, mas o amor de Deus é muito maior, e ele foi derramado em nossos corações.

4

Seguimos firme e confiantes, sempre abundantes da obra do Senhor, porque no Senhor, o nosso trabalho não é em vão!

Quero aproveitar e agradecer aos amigos e igreja que se alegraram com a notícia da gravidez e aos que também ligaram, choraram conosco, se mostraram presentes, nesses dias tão desafiadores para nós!

E pra você que está passando pela mesma situação que eu…sorria! Deus cura, transforma…e só ele nos dá a alegria! Nele está o socorro bem presente. Nele está a paz…não em homens, não em filhos! Procure ter um relacionamento, além de religião, e entender a forma como Deus trabalha!

Fiquem na paz de Jesus!

Bjos da futura mamãe ;)

Anúncios

Sobre Mari Veiga

Oi! Tenho 27 anos, sou pastora evangélica, Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Carisma e pela Faculdade Unida. Também sou teacher! Dou aulas de inglês e amo fazer isso! Sou casada com um cara charmosíssimo e, juntos, somos discípulos de Jesus. Moro em Palmas, no Tocantins. Se quiser falar comigo, mande e-mail para mariannaveiga@hotmail.com
Esse post foi publicado em Eu e Deus, Testemunhos e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

18 respostas para Eu tive um aborto espontâneo

  1. Oi Mari.
    Acabei de passar por esta perca.
    Eu estava de 12 semanas. E na última segunda feira tive sangramento fiz vários exames e ultrasson e foi onde eu descobri que avia perdido meu bb. É uma dor tão grande que sinto, que ainda nem sei me expressar.
    E o seu depoimento me ajudou muito e tenho certeza que vou levar comigo pra sempre como lição. Muito obrigada por ajudar tantas pessoas com sua história.
    Tudo isso q passamos são propósitos de Deus. E nunca por nada deveremos perder a fé.
    Tudo de bom pra você e sua família.
    Um grande beijo no coração de cada uma de vcs.

    • Mari Veiga disse:

      Oi, Adriana!
      Cada vez que recebo um retorno desse texto eu me emociono! Foi um momento tão difícil mas que se tornou, de alguma forma, benção para outras pessoas…muito obrigada por me enviar essa mensagem, é mt abençoadora pra mim! Que o Senhor cumpra Sua vontade o tempo dele pra você!

  2. raquel disse:

    oieee, estava procurando uma resposta… e achei… isso foi a palavra de Deus no meu coração… tem 4 meses q eu perdi, e hoje tenho ouvido falar muito sobre os politicos q aprovam o aborto e fico dolorida e choro muito quando ouço isso…. q O Senhor me ajude a superar tudo isoo!!! vou estar acompanhando o seu blog, vai me ajudar muito!!!! bju

    • Mari Veiga disse:

      Fico muito bom ler esse seu comentário!! Que bom que foi edificada…é muito difícil lidar com isso…mas confie em Deus! Na hora certa um bebezinho lindo virá pra nós :)

  3. Cintia Galdino da Silva Vassallo disse:

    Oi Mari..quantas saudades…fiquei extremamente comovida e tbm edificada com esta palavra, sei que Deus fará além daquilo que vc imagina…futura mamãe..amo sua vida…e vou orar por vc…muitas saudades!

  4. Ainda não estou nessa fase de filhos, mas como mulher e serva de Deus, foi muito edficante este testemunho. Ver a forma como vocês lidaram, e estão lidando, com toda esta situação, nos mostra a necessidade da fé. A confiança mesmo, que se deve ter nas vontades do Altíssimo… Que tudo contribui para aqueles que amam a Deus… e que tudo é dEle e para Ele. Que Deus honre sua família Mariana. Abraços.

  5. Raquel Albuquerque disse:

    Estamos tão longe uma da outra, mas eu fiquei extremamente feliz com a notícia da sua gravidez. A dor tb me pegou pesado com a notícia de que ela já não existia. Você é forte, Junim é forte. Sua família tem uma estrutura que poucas tem. Além disso, vocês têm um Alicerce poderoso. Eu torço muito para que vocês se curem (fisicamente e emocionalmente) e que essa família cresça sempre. Mil beijos com direito a abraços fortes!

    • Mari Veiga disse:

      Keuuuu…. Como ficamos felizes em ver sua mensagem! Muito obrigada pelo carinho, ruivaaaaa… em breve a notícia de um Baby chegará pra nos alegrar…Eu creio! Bjooo

  6. JanaRicardo disse:

    Mari, olá boa tarde….Sua força é linda, e continue a pensar assim, Deus é o maior e sabe de todas as coisas.

  7. Veiga, que testemunho maravilhoso!!!
    Uau!! Que Deus tremendo esse que servimos!! Sem dúvida alguma, vc verá a glória de Deus num “próximo positivo”. =)
    Hoje, com a minha Zoe nos braços, enquanto “lia seu coração” nessa mensagem, só lembrava das duas vezes em que tive sangramento também, e quase perdi minha filha… Acho que nunca chorei tanto tbm… nunca tive tanto medo… Mas, o tempo de Deus para ela, havia chegado, e para nós tbm! Por isso o nome “Zoe”, porque ela é a Vida de Deus.. a abundancia da Vida do Pai em nossas vidas e, não tenho dúvidas de que, logo logo, o tempo do Senhor chegará a vcs tbm e, assim como vc tem transformado – pelo Senhor – muitas vidas, vc verá a herança que o Senhor te dará fazer obras ainda maiores… e o mais “incrível”, como pais, vcs vão ver isso acontecer apenas através dos olhares, dos sorrisos, dos pequenos, frágeis e dóceis toques desse ser tão pequeno que vcs terão nos braços!!
    Estamos orando por vcs!! Vamos festejar a notícia em breve, eu creio!!
    Amo vc!!
    De alguém que, já aprendeu muito com vc e, ainda longe, continua espantada com o qto continuo aprendendo!! Sua “Timótcha” rsrss <3
    Te amo pastorinha do meu coração!

    • Mari Veiga disse:

      Maíra! Me chama muito a atenção a intensidade que você procura entender as coisas de Deus! Acho que até hoje, foi a ovelha mais sincera consigo mesma e disposta a mudanças que eu já tive kkkk …por isso cresceu tanto!!! Amo vc!! Muito obrigada por suas palavras!

  8. André Torres disse:

    Também perdi um filho com mais ou menos essa idade….. Foi frustrante, foi difícil…. Mas hoje temos um jovem com um ano e seus meses saudável amado e feliz….. Fé inabalável nos torna mais próximos de Deus

  9. Renata disse:

    Amei a narrativa e as lições a se tirar!

O que você pensa sobre isto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s