Não crie expectativas

Há alguns dias conversava com uma amiga e parceira no ministério que estava extremamente chateada com a falta de retorno das pessoas. Tem gente que é muiito ‘dada’. Faz as coisas por amor e por pura vontade de ajudar. Eu sou assim, você é? O problema é que criamos, láááá no fundinho do coração, uma certa expectativa de retorno, ao menos um ‘obrigado’ ou ‘estou indo embora mas você me ajudou muito’ e quando isso não acontece, causa danos, não aos que partiram sem considerar nada, mas a quem ficou aguardando o reconhecimento.

Vamos analisar a palavra expectativa, segundo o dicionário da língua portuguesa Michaelis:

expectativa

Eu achei a segunda definição bem interessante, pois resume o motivo da nossa revolta com a falta de gratidão. Nós fazemos as coisas para terceiros, com o discurso de querer servir e dar o nosso melhor, mas na verdade cultivamos em nosso coração um ‘suposto direito’ de ser reconhecido. “A ingratidão mata a afeição”, dizemos.

Comecei a perceber isso quando fui a uma festa de uma pessoa que ajudamos muito na jornada da vida cristã. Chegar onde ela estava nos custou muita paciência, amor e gasolina (haha!). Mas, apesar de tooodo esse nosso esforço, ela citou e agradeceu a todos em seu discurso, todos, inclusive o periquito, mas aos pastores, não. Fiquei resmungando internamente, desejando meeesmo o reconhecimento em público. Faz parte da nossa natureza humana e carnal desejar um certo elogio. Fui pra casa pedindo que Deus me ajudasse a não esperar o retorno de ninguém, apenas dele!

É claro que um agradecimento faz parte das regras de bons relacionamentos. Porém nem sempre teremos amizades, mensagens, telefonemas, boas ações, e outras coisas, correspondidas. Cada pessoa reage de um jeito às coisas que acontecem e o negócio é que precisamos sobreviver a isso, sem que nosso coração se amargue.

joao316

Deus deu. Ele não emprestou, não parcelou. Ele deu a sua vida, a sua glória, o seu conforto e majestade. Ele deu pra pessoas que poderiam ou não corresponder à sua entrega. E o motivo dessa entrega é que Deus é amor, e o amor, tudo crê. Deus não fica lá, torcendo pra que achemos que ele é digno da nossa gratidão. Ele se entregou voluntariamente, sem esperar retorno, porque Ele é Deus e sempre seria mesmo se nós não existíssemos. Em toda essa entrega existe apenas uma condição, a nossa aceitação, para que possamos estar ainda mais perto dEle. Ele decidiu nos fazer dignos  de sua presença.

E esse amo é um amor bem diferente do que dizemos sentir uns pelos outros. Nós criamos expectativas sobre como e quando teremos o nosso ‘lucro’ diante da nossa entrega, e diante dessa meditação, precisamos procurar cultivar um amor tão maduro como o de Deus.

fé

Devemos basear nossas ‘boas ações’ na fé, como Deus, e não em expectativas. Um amor que tudo crê. A fé é a certeza das coisas que não se vêem. Então, para exemplificar: Se você ajuda a alguém, você torce e crê junto com ela não apenas de palavras, mas em ações, para que ela saia de uma atual situação, independente do seu retorno. E isso inclui as situações mais simples que sejam. O que interessa aqui é a realidade e realização do outro. Quando fazemos isso baseado apenas em expectativas, de que vamos receber um obrigado, um elogio ou recompensa, vamos nos tornando tão sentidos e magoados que desanimamos de fazer o bem.

expectativa2 Lembre-se que o cristianismo tem como fundamento uma entrega incondicional. E lembre-se também que nós, os que cremos, acumulamos tesouros no céu em cada atitude parecida com as de Cristo! Que o Senhor nos dê a graça de termos um coração parecido com o dele, todos os dias!

E pra descontrair … #ficadicadoken hahaha

fazer o bem sem olhar a quem

bjo bjo

Anúncios

Sobre Mari Veiga

Oi! Tenho 27 anos, sou pastora evangélica, Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Carisma e pela Faculdade Unida. Também sou teacher! Dou aulas de inglês e amo fazer isso! Sou casada com um cara charmosíssimo e, juntos, somos discípulos de Jesus. Moro em Palmas, no Tocantins. Se quiser falar comigo, mande e-mail para mariannaveiga@hotmail.com
Esse post foi publicado em Eu e Deus e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Não crie expectativas

  1. Carol disse:

    Precisava ler isso :)

O que você pensa sobre isto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s